comida

Vinho Villa Oeiras vai andar a viajar pelo mundo a bordo do Navio Escola Sagres

Até 2021, a bebida vai atravessar oceanos nas celebrações dos 500 anos da descoberta do Estreito de Magalhães.
Duas pipas com 280 litros estarão a bordo.

O Villa Oeiras vai andar a viajar pelo mundo a bordo do Navio-Escola Sagres, até 2021. É assim que o concelho se junta às celebrações dos 500 anos da descoberta do Estreito de Magalhães e estará presente nos Jogos Olímpicos de Tóquio, que acontece de 18 a 27 de julho de 2020.

O vinho de Oeiras irá cruzar quatro vezes a linha do Equador no próximo ano. Com uma média de 10 mil visitantes por porto, o navio vai parar em 23 portos, onde estará uma média de quatro dias.

O acordo entre a Câmara Municipal de Oeiras e a Marinha Portuguesa prevê a realização de três receções a bordo do Navio-Escola Sagres. Serão transportadas duas barricas de 280 litros, com o objetivo de o vinho obter as características de “Vinho Torna Viagem”. Haverá ainda a oferta da viagem, no trajeto Ponta Delgada – Lisboa, a quatro alunos premiados (escolas do concelho de Oeiras) e acompanhante, vereador do pelouro da Educação.

O plano de viagem será conhecido esta quinta-feira, 12 de dezembro, numa apresentação com o ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, e do Ministro do Mar, Ricardo Serrão Santos.

O vinho generoso de Carcavelos vem do século XIV. E foi com Sebastião José de Carvalho e Melo – Marquês de Pombal e Conde de Oeiras, que conseguiu a sua fama. Desde então tem corrido o mundo.

Colocação das pipas no navio.
tags: Câmara Municipal de Oeiras, navio escola sagres, oceano, oeiras, Villa Oeiras, Vinho

outros artigos de comida

mais histórias de Oeiras