comida

A Be Sweet tem os snacks doces ideais para uma pausa no teletrabalho

Tudo é feito pela criadora em Lisboa, mas as entregas também chegam ao concelho de Oeiras.
Os deliciosos torrões de chocolate.

A Be Sweet é a mais recente novidade no que toca ao mundo da doçaria, que nos chega a casa, criada em plena pandemia. Foi pensada antes do Natal do ano passado, mas só ganhou forma no início deste mês de fevereiro.

A criadora é também a cozinheira por trás de todos os snacks. Prefere, por enquanto, manter o anonimato e trabalha com o seu namorado, com quem vive — são uma espécie de Casal Mistério da cozinha. Por outro lado, a mãe, uma “doceira de mão cheia”, também ajuda. É, aliás, a matriarca que está encarregue de toda a testagem de receitas e é a provadora oficial da Be Sweet.

Tudo é feito em Lisboa e entregue nesse concelho, bem como em Oeiras. “O próximo objetivo será ter polos noutras zonas do País, onde iremos enaltecer os produtos de cada região. Já temos, por exemplo, uma cozinheira no Algarve que vai confecionar produtos com a laranja da região”, conta-nos a fundadora da Be Sweet.

Sempre adorou cozinhar e testar conceitos o mais criativos possível. A criatividade uniu-se às receitas tradicionais de família e assim chegámos a todos os doces maravilhosos desta empresa. “Muito brevemente vamos ter também salgados. E opções saudáveis.”

As encomendas podem ser feitas através do Instagram e a taxa de entrega varia entre os 2€ e os 5€, consoante a localização. Pode escolher entre vários snacks, ideais para uma pausa no teletrabalho à tarde.

Existem os torrões de chocolate (3€ por 150 gramas), o nougat de amêndoa (3,50€ por 150 gramas), brownie recheado com caramelo salgado (1,50€), bombom de Oreo (1€), trufas (6€ por nove unidades), brigadeiros (1€), suspiros (0,50€), ou sticks de maçã (0,50€). A próxima novidade serão os éclairs.

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA