comida

Restaurante de Algés A Casinha foi condecorado com uma medalha de mérito

A celebrar 25 anos, a casa de comida tradicional portuguesa foi distinguida pela autarquia, no feriado municipal a 7 de junho.
O arroz de lingueirão é uma das especialidades.

Existem restaurantes que marcam a vida das cidades, vilas ou aldeias onde estão inseridos e das pessoas que nelas vivem, principalmente aqueles que se mantêm abertos durante várias décadas e acabam por acompanhar diferentes gerações de clientes. O difícil é manter a qualidade e o bom serviço, preservando assim a preferência dos fregueses. É o caso d’A Casinha, um espaço acolhedor, de ambiente familiar, que se dedica à cozinha tradicional portuguesa.

Em 2022, o restaurante completa 25 anos de portas abertas. A Casinha iniciou atividade em 1997 pelas mãos de Manuel Taborda, atualmente com 53 anos, ainda à frente do restaurante. Na época, o espaço abriu como snack-bar, mas o gosto pela cozinha portuguesa levou o proprietário a transformá-lo num restaurante com serviço completo de refeições.

Em 2003, o fundador conheceu a sua atual companheira, Viktoryia Kulikouskaya, natural da Bielorrússia, que rapidamente se apaixonou pela comida tradicional portuguesa e passou também a fazer parte da equipa.

Em 2010, os dois decidiram renovar o espaço, apostando na modernidade, sem esquecer o tradicional. “Somos um casal com diferentes origens e percursos de vida, mas com o mesmo amor pela cozinha e, para nós, fazia sentido apostar nos pratos típicos portugueses”, conta o casal à NiO, afirmando também que para manter o negócio a funcionar em pleno é preciso muito gosto e dedicação.

“Para nós, a melhor recomendação é a de um cliente satisfeito. Trabalhamos todos os dias sob o lema ‘cozinhar não é um serviço, é um modo de amar os outros”, sublinham. E esse amor servido nos pratos, teve agora um grande retorno pela dedicação e trabalho ao longo de todos estes anos.

Na passada terça-feira, 7 de junho, dia do feriado municipal do concelho, o restaurante foi agraciado com a Medalha Municipal de Mérito, no grau cobre, “por atos e serviços praticados de particular relevo no âmbito do município e do País”, como se pode ler no diploma entregue pela Câmara Municipal de Oeiras.

Esta condecoração, segundo a autarquia, visa galardoar pessoas singulares ou coletivas que se distingam pelo seu significativo contributo no campo social, cultural, económico, humanitário, desportivo ou outro, que pela sua importância notável deva ser objeto de reconhecimento público.

O certificado da distinção.

A medalha foi entregue durante a sessão solene das cerimónias comemorativas do Dia do Munícipio, celebrado a 7 de junho, nos Jardins do Palácio Marquês de Pombal, em Oeiras. Pode assistir ao momento no vídeo partilhado na página de YouTube do munícipio (nós ajudamos: está no minuto 01:03:20). Na altura da atribuição da medalha de mérito, o restaurante foi apresentado pela Câmara Municipal como um “espaço gerido por um casal que honra as tradições e traz para a mesa o cuidado, a atenção e o rigor que a cozinha merece.”

Manuel Taborda, o fundador do espaço, não podia estar mais feliz e orgulhoso. À New in Oeiras, confessou sentir “um grande orgulho e uma enorme satisfação e honra por saber que o seu esforço é reconhecido, não só pelos clientes, como também por outras entidades. E acrescenta: “Faz-nos sentir mais responsáveis e com mais força para continuar a fazer o que fazemos, visto que o nosso crescimento está no passa a palavra, de cliente para cliente.”

Durante todos estes anos, A Casinha tem conquistado a população do concelho e não só. O objetivo sempre foi oferecer o melhor da gastronomia portuguesa, com pratos típicos, muito saborosos e de conforto. Algumas das especialidades da casa são o arroz de lingueirão “bastante solicitado pelos clientes e muito elogiado”, assim como o pernil assado no forno ou o arroz de cabidela de frango do campo, também uma referência do restaurante.

A fachada do restaurante.

“Já trabalhamos aqui há muito tempo, mas recentemente mudámos o nosso conceito de servir, com mais qualidade e cuidado e apostámos mais nos produtos nacionais, como a carne mirandesa com certificação”. Assim, a posta mirandesa ou o piano de vitela mirandesa são dois pratos que encontra agora na carta d’A Casinha e que fazem as delícias dos apreciadores destas iguarias.

Pode seguir o restaurante no Instagram ou no Facebook para ficar a par dos pratos do dia, das novidades no menu e de tudo o que mais tem para oferecer. 

Carregue na galeria para ficar a conhecer alguns dos pratos típicos, de carne e peixe, servidos n’A Casinha. 

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Av. Combatentes da Grande Guerra 109 B
    1495-040  Algés
  • HORÁRIO
  • Segunda a sábado das 12h às 16h
PREÇO MÉDIO
Entre 10€ e 20€
TIPO DE COMIDA
Portuguesa

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA