comida

Os novos crepes salgados dos Gelados do Pátio são uma delícia

Agora já pode fazer a refeição completa na gelataria artesanal de Paço de Arcos.
O crepe italiano leva presunto.

A nova gelataria artesanal Gelados do Pátio, em Paço de Arcos, tem uma novidade no menu. E não é um doce. São dois crepes salgados, que servem como uma refeição completa.

Tem duas opções na ementa. O italiano leva queijo mozarella e parmesão, rúcula, nozes, tomate cherry, manjericão e presunto, que é acompanhado com salada de rúcula ou espinafres e tomate cherry  (4,90€).  Pode optar pelo francês, com queijo emmental, espinafres, cebolinho, e fiambre aos cubinhos, que também leva uma salada de rúcula ou espinafres e tomate cherry a acompanhar (4,90€).
 
Seja qual for a sua opção, tem sempre a possibilidade de acrescentar extras. Como é o caso do ovo estrelado (1€) ou fiambre e queijo (3,50€).
 
Este é o crepe francês com o extra de ovo.
Para refrescar a refeição pode escolher entre os 16 sabores de milkshake. Tem dos mais simples como chocolate ou baunilha até aos menos tradicionais, como limão com manjericão e abacaxi com hortelã.
 
No fim da refeição, pode sempre comer um gelado, claro. Mas tem muito mais tentações na ementa como fatias de bolo ou crepes doces. Os gelados estão disponíveis de terça-feira a domingo, das 14 horas às 22h30. Em copo ou cone pode pedir uma bola (1,50€), duas (2,50€), três (3€), quatro (4€) ou cinco (5€).
 
Também pode levar para casa uma caixa o seu sabor favorito, de 500 mililitros (10€) ou de um litro (16€) graças ao serviço de take-away. Brevemente, vai poder também pedir os Gelados do Pátio pela UberEats.
 
tags: almoços, crepes salgados, Gelados do Pátio, gelataria, oeiras, paço de arcos

localização, contactos e horários

morada
  • Gelados do Pátio [ver mapa]
    Avenida Patrão Joaquim Lopes, n.º 4, Paço de Arcos
    2770-134 Paço de Arcos
site e redes sociais
horários
  • De terça-feira a domingo das : 14:00
  • às: 22:30

ficha técnica

intervalo de valores
Menos que 10€

outros artigos de comida

mais histórias de Oeiras