comida

Os deliciosos gelados feitos por três irmãs brasileiras para recordarem a infância

Natália, Stefani e Bárbara Barros sempre comeram gelados dentro de saquinhos de plástico, como manda a tradição no Brasil.
Diferentes e deliciosos.

Natália, Stefani e Bárbara Barros têm 23, 25 e 27 anos, respetivamente, e vieram do Brasil para Portugal em anos distintos. O objetivo: encontrar uma vida melhor, mais segura e estar mais perto da mãe, que já morava em Portugal.

Desde 2017 que a família está reunida em Almada. Este ano, em plena pandemia do novo coronavírus, as irmãs tiveram uma ideia: recriar os famosos Dim-Dim, Chup-Chup, sacolé, ou simplesmente geladinhos brasileiros.

“No Brasil, todos temos as memórias de infância dos geladinhos. Encontram-se na praia, mas o mais comum é comprar diretamente na casa de quem os faz. É super habitual passearmos e encontrarmos casas com um cartaz à porta a anunciar que vendem estes gelados. É só tocar à campainha e comprar no portão”, conta Natália Barros à New in Oeiras.

Em junho, as três irmãs de Belo Horizonte começaram a vender os gelados feitos por si, que têm sido um verdadeiro sucesso. Cada gelado é feito com ingredientes naturais e contém os produtos anunciados. Por exemplo, o geladinho de marshmallow tem marshmallows no seu interior. No final, o preparado é inserido em pequenos sacos de plástico, atado e colocado no congelador.

Porém, ao contrário do Brasil, aqui os sacolés vêm ter a sua casa. Basta escolher a sua opção favorita na vasta lista de mais de 30 sabores, de onde constam, por exemplo, chocolate, maracujá, goiaba, água de coco, mousse de morango, oreo, marshmallow, ninho com Nutella, Kinder Bueno, Paçoquita, ou doce de leite. Há ainda versões com bebidas alcoólicas.

Os preços variam entre 1€ e 3€, por unidade. Depois, basta enviar uma mensagem através do Instagram com o seu pedido. As entregas são feitas em toda a área da Grande Lisboa. Para Oeiras, as entregas são feitas à sexta-feira com uma taxa de 3€ e um pedido mínimo de 15 gelados.

tags: entregas ao domicílio, Geladinho Gourmet, gelados, gelados brasileiros, oeiras

outros artigos de comida

mais histórias de Oeiras