O Vira Frangos chegou ao concelho de Oeiras

É o terceiro espaço da cadeia e está confiante de que será um sucesso entre os oeirenses. Conheça esta marca portuguesa.
Frango desossado.

Assim que abriu, deu logo para perceber que o Vira Frangos tinha tudo para ser um sucesso. As filas começaram a ser recorrentes à porta do primeiro restaurante que abriu em novembro na zona das Amoreiras, em Lisboa. Seguiu-se o espaço no Saldanha, e agora é a vez de Algés.

É no número 71 da Avenida dos Bombeiros Voluntários de Algés que se encontra o novo Vira Frangos. O conceito, com o frango grelhado, desossado, sem gordura, com várias possibilidades de molhos e pronto a comer, mantém-se — o conceito é 100 por cento português.

O novo espaço, o maior até à data, tem dois pisos e 70 lugares. Por lá, os clientes podem encontrar as seis receitas de frango com assinatura do Vira: limão e flor de sal, molho da casa, azeite e ervas, queijo e bacon, abacate e iogurte, e trufa e parmesão. Existem ainda os famosos entalados, os churros de batata ou os mini pães com chouriço, entre outras opções.

Da ementa das bebidas fazem parte o Mosca Mula, o Viracujá e a Cerveja livra!, ideais para o verão. Os preços do frango variam entre os 6,95€ e os 8,30€. A dose pode ser acompanhada com batatas tipo leitão, arroz torrado com cebola crocante, batata doce, salada ou churros de batata. O frango já inclui dois acompanhamentos, mas em alguns casos pode ter de ser acrescentado um extra de 15 cêntimos.

Para celebrar a abertura, o Vira lançou ainda a campanha “VIRAGOSTO”. Até ao final do mês de agosto, as entregas são gratuitas para pedidos feitos na Uber Eats a partir de 15€ nos três restaurantes. Para usufruir desta campanha, basta que os clientes usem o código promocional VIRAGOSTO antes de concluírem o pagamento.

O Vira Frangos Algés está aberto todos os dias, das 11 horas às 23h30. Para takeaway, o horário é o mesmo, mas os pedidos fecham às 23 horas, assim como as entregas. A cadeia planeia mais duas novas aberturas na Grande Lisboa no início do outono.

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA