comida

InQuiet: o novo spot com refeições leves e brunch ao fim de semana em Linda-a-Velha

O espaço abriu no dia 22 de setembro. Tem várias alternativas saudáveis, assim como cerveja artesanal, vinhos e cocktails.
Mariana e Carolina são as responsáveis do espaço.

O nome pode ser lido de duas maneiras: “In Quiet”, traduzido literalmente para “em silêncio” ou, tudo junto, “Inquiet”, que significa “inquieto”. “Há pessoas que dizem das duas formas. No fundo, são dois significados, que acabam por ser quase opostos, mas que traduzem bem o que o espaço é. Achámos um nome engraçado e adequado ao espaço”, contam-nos as responsáveis do InQuiet, Carolina Beaumont, 28 anos, de Linda-a-Velha e Mariana Passos, 27 anos, de Carnaxide. 

Formadas em áreas completamente diferentes — Mariana estudou Hotelaria em Lisboa e Carolina tirou Cenografia e Figurinos no Conservatório — uniram-se neste projeto em comum. “Sempre tivemos o sonho de ter um negócio próprio”, conta Mariana. A oportunidade surgiu durante a pandemia (ao voltarem para Portugal, depois de alguns meses a morar na Escócia), quando este espaço ficou vago. Herdado por Carolina, pareceu-lhes o sítio perfeito para pôr em prática a ideia que tinham. 

Depois de um ano à espera de licenças, a renovar o espaço e a desenvolver o conceito, finalmente o InQuiet abriu, em Linda-a-Velha, no dia 22 de setembro. 

À New in Oeiras, Mariana revela: “Nós gostamos muito de viajar, de comer fora, então trouxemos uma data de referências que temos de várias experiências. São as nossas influências com o nosso gosto pessoal, juntámos tudo neste pequeno conceito”. O InQuiet é, assim, um espaço de refeições leves como saladas, wraps e aperitivos, aberto durante todo o dia, onde pode tomar o pequeno-almoço, almoçar ou lanchar.

“Considerámos que aqui em Linda-a-Velha havia pouca oferta de plant-based, comida vegetariana, e até de comidas alternativas sem ser a típica comida portuguesa. Então, juntando ao facto de não termos uma cozinha e não podermos cozinhar mesmo, preferimos servir coisas leves. Queremos atingir o nicho de pessoas que procuram coisas diferentes do que há na zona”, afirma Mariana. 

Há opções de tostas de bacon (3,50€), de presunto (4,50€), de abacate (5€) e frango (5€). Há também wraps de frango (6,80€), de francesinha (6,50€) de pesto (5€) e de abacate (6€). Pode também pedir uma salada de salmão (8,50€) ou de burrata (7€), por exemplo. Se quiser pode pedir um cesto de batatas fritas (1€) à parte, ou uma tábua e queijos e enchidos (12,50€) para dividir com os amigos. No final adoce o paladar com um waffle (2€). 

Também o brunch é uma das imagens de marca da casa. É servido apenas aos fins de semana, entre as 10h30 e as 13h30 e há três opções à escolha: o Conforto Português (7€), com sopa do dia, torrada, ovo mexido, presunto, compota e manteiga; o Veggie Blast (8€), com sopa do dia e torrada de guacamole, rúcula e cebola frita, salteado de tomate assado e cogumelos; e ainda o Scottish Brunch (8€), com cogumelos, bacon, feikão com molho de tomate, ovo ecalfado, tomate assado, hash brown e torrada. “Como trabalhámos quase um ano na Escócia, não podíamos deixar de ter o Scottish Brunch”, refere Mariana. 

Há também um menu criado a pensar especialmente nos mais novos, com prato e bebida. Os miúdos podem escolher um mini wrap de frango (4€), um mini wrap pizza marguerita (4€) ou nuggets (5€). 

Para beber, pode escolher entre vinhos, cocktails, cervejas artesanais ou sumos naturais. “Vamos ter sempre uma cerveja do mês todos os meses. Agora em outubro é uma alemã, por causa do Oktoberfest. Vamos tentar dinamizar com happy hour à tarde, com cervejas e sumos naturais”, referem as responsáveis.

“Apostámos nas refeições rápidas, para quem tem pouco tempo. Queremos funcionar quase como um quiosque, por isso vamos desenvolver a esplanada lá fora, queremos fechá-la agora para o inverno. Como o espaço é pequeno, o ideal é mesmo usar a esplanada como uma mais-valia”, garante Carolina.

Além de adaptarem o espaço para o inverno, vão também mudar o menu, que terá menos opções frescas, e mais comidas quentes. Mas esta ideia abrange também datas especiais. “Outra das coisas que queremos fazer é adaptarmo-nos às épocas festivas. Vem agora aí o Halloween, queremos ter um sumo e um cocktail especial, além de uma decoração própria. Quando vier o São Martinho vamos estar a vender castanhas lá fora, com uma receita nossa. No Natal vamos ter oferta de filhoses, bolo-rei, tudo feito com produtos locais”.

Carolina e Mariana cresceram em Linda-a-Velha e Carnaxide, respetivamente, por isso a relação com a zona é também especial. Para ambas era importante ter fornecedores são locais. “É a mercearia aqui da frente que nos traz a fruta, é o talho da frente que nos traz os enchidos. É tudo daqui. Tentamos ajudar-nos uns aos outros”, sublinha Mariana. “As pessoas daqui conheciam os meus avós, então agora também é mais fácil chegar a elas”, conta Carolina, que herdou este espaço da família. Foi o seu avô João que construiu o prédio e aquela loja comercial. “Era conhecido na zona com o João do gás, porque vendia aqui na localidade”, remata.

Ao pensar na decoração não foi difícil decidir que deixariam os azulejos originais, de 1968, que marcam a tradição do espaço, ao mesmo tempo que equilibram com alguns toques mais modernos. O que não podia faltar, já que é uma das grandes inspirações da dupla, são passarinhos. “Nós começámos a fazer observação de aves na Escócia. Ficámos com o bichinho, começámos a observar as espécies de lá e depois de cá, e achámos que podíamos trazer para o espaço este nosso gosto pessoal”, conta Mariana. 

Foi precisamente na Escócia que ganharam alguma experiência nesta área, a trabalhar em bares, como refere Carolina, que pode agora por em prática muito do que aprender e fazer novas experiências. “Agora estou aqui a desenvolver este gosto, cozinhar para mim é uma arte, seja a fazer bolos ou sopas, gosto de experimentar, e quando as pessoas dizem que gostam é um motivo de orgulho para nós”, afirma, orgulhosa. 

O feedback da primeira semana de portas aberta tem, aliás, sido muito positivo. “O nosso café é Nespresso, o único aqui da área e as pessoas gostam da novidade”, garantem as responsáveis. “Queremos chegar às pessoas mais velhas da zonas, que podem vir cá beber o seu café, como aos mais jovens que podem vir comer um brunch ou beber uma bebida diferente”, garantem. 

O InQuiet tem serviço de take-away e está presente nas plataformas de entregas. Pode seguir a página do Instagram para ir acompanhando a evolução e as novidades do espaço. Carregue na galeria para conhecer o mais recente spot de Linda-a-Velha. 

ver galeria

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua do Malvar 23
    2795-155 Linda-a-Velha
  • HORÁRIO
  • Segunda a sexta das 8h30 às 18h30
  • Sábado e domingo das 10h30 às 15h30
  • Encerra às quartas-feiras
PREÇO MÉDIO
Menos de 10€
TIPO DE COMIDA
saudável

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA