comida

Boas notícias: o Astrolábio reabriu com o peixe fresco e o marisco de sempre

O famoso restaurante de Paço de Arcos voltou a abrir portas a 3 de maio com uma nova gerência.
O marisco é uma delícia.

Conhecido pela qualidade do peixe e marisco — ou não fosse estar localizado a poucos metros do mar — o Astrolábio é uma das referências de restauração do concelho de Oeiras. Não é de estranhar que, quando fechou pouco antes da pandemia, tenha deixado um sabor amargo na boca de muitos clientes fiéis.

Este mês reabriu, com outra gerência, mantendo o nome e a oferta a que habituou o público durante mais de duas décadas. “O Astrolábio abriu há cerca de vinte anos”, conta à NiO Raúl Araújo, o atual responsável, “Esteve nas mãos do fundador, que é o proprietário do edifício, até antes da pandemia. Eu já tinha interesse em explorar o espaço, ele tinha interesse em alugar, ficou essa possibilidade no ar, mas entretanto, deu-se a pandemia. Agora finalmente conseguimos abrir”, explica.

Três de maio foi a data da reabertura. À primeira vista, tudo parece igual nesta inconfundível casinha amarela no centro histórico de Paço de Arcos. A arquitetura do espaço mantém-se a mesma, apenas mudaram alguns apontamentos de decoração, como quadros e candeeiros. “Queria mudar mais algumas coisas, tornar o espaço um pouco mais requintado, mas por enquanto vai manter-se assim”, garante Raúl.

A sala interior.

Apesar de não ter sido feita uma grande divulgação da inauguração, têm tido a casa bastante composta, principalmente ao fim de semana. Raúl queria uma abertura mais tranquila para atender os clientes com a qualidade a que se propôs, até o restaurante entrar no ritmo normal. Por isso, avisou apenas alguns dos mais antigos, que traz de outras paragens.

“Tenho uma grande carteira de clientes. Trabalhei 30 anos na mesma casa, no restaurante Os Arcos, também muito conhecido em Paço de Arcos. E antes trabalhei cinco anos no Saisa, na praia de Santo Amaro de Oeiras, comecei com 15 anos”. Agora com 51, Raúl garante: “Tudo o que sei e aprendi, coloco em prática aqui no restaurante”.

No Astrolábio, o peixe é rei e senhor. “Temos sempre peixe acabado de sair do mar. Há peixe fresco todos os dias, desde o pregado, ao linguado, ao robalo e muitos outros. Temos sempre marisco fresco também desde a lagosta, sapateira, santola, percebes, tudo o que é daqui da nossa costa”, conta o gerente. O peixe e marisco são vendidos ao quilo.

O restaurante tem marisco fresco todos os dias.

Além destas propostas, existem outros pratos que o responsável do espaço garante serem “apostas ganhas”. À NiO, Raúl Araújo dá três sugestões: dentro dos pratos de peixe, o arroz de tamboril com gambas (22€), mas se preferir carne, vale a pena experimentar as bochechas de porco preto estufadas (17€) ou o bife da vazia frito à portuguesa (16€). Pode ainda pedir arroz de lagosta (29€), açorda de gambas (18€) ou polvo à lagareiro (24€), entre outras opções do menu.

Para terminar a refeição, nada melhor do que uma sobremesa caseira, como bolo de bolacha (4€), torta de laranja (4€) ou uma tarte de amêndoa (4€), entre outros doces disponíveis todos os dias.

Uma esplanada muito agradável.

A esplanada é um ex-líbris do espaço, seja no verão ou no inverno. Não há nada melhor do que se deliciar com uma mariscada ou um bom peixe grelhado, enquanto sente o aroma a maresia no ar.

Com esta segunda vida, o Astrolábio está também a modernizar-se. Criou uma página de Instagram gerida pelo filho de Raúl, Rodrigo Araújo. O restaurante está aberto todos os dias, ao almoço e jantar, exceto à quarta-feira, no centro histórico de Paço de Arcos. “Esta casa não é nossa, é dos clientes”, afirma Raúl. Portanto, não perca tempo e vá até ao Astrolábio matar saudades.

De seguida, carregue na galeria para conhecer mais detalhes sobre o espaço.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Praça Guilherme Gomes Fernandes, 7
    2770-046 Paço de Arcos
  • HORÁRIO
  • Das 12h às 16h e das 19h às 24h (encerra à quarta-feira)
PREÇO MÉDIO
Entre 30€ e 50€
TIPO DE COMIDA
Portuguesa

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA