comida

Aveia com V: a empresa que lhe leva o melhor snack para o teletrabalho (sem taxa)

Vanda Pinto faz as papas de aveia cruas e com toppings, e a granola de aveia, mais deliciosas e saudáveis.
Irresistíveis.

Esta é mais uma história inspiradora de quem deixou um emprego onde não era feliz para abrir um negócio em nome próprio. Vanda Pinto tem 48 anos e mora em São Domingos de Rana. Em 2019, criou a Aveia com V.

“O meu filho é vegetariano há cerca de cinco, seis anos. Fizemos algumas alterações nos ingredientes e pratos cá em casa e a grande surpresa foi a aveia. Além de ser saudável, é muito versátil, tanto pode ser utilizada em doces, como em salgados”, conta-nos a criadora.

Um dos favoritos lá de casa passou a ser as overnight oats, ou papas de aveia. “Comecei a levar para o trabalho, porque achei que era uma ótima alternativa para um snack saudável. Em vez das máquinas de vending que muitas empresas têm. Comecei depois a oferecer aos meus colegas e foi um verdadeiro sucesso.”

Daí a criar um negócio foi orgânico. Tanto que Vanda até deixou o seu emprego na área de recursos humanos, por “não estar feliz”. Licenciou a cozinha de sua casa e focou-se em eventos e empresas.

“O ano de 2019 correu muito bem. Participei em alguns eventos corporativos e feiras, e adorei a experiência com o público, até porque é uma forma de termos um feedback imediato. Vendia também numa mercearia em Oeiras.”

Já no ano seguinte, as coisas não correram como esperado por culpa da pandemia do novo coronavírus. O primeiro confinamento obrigou a uma mudança de estratégia. “Em abril, tive de começar a vender diretamente ao público” — estratégia que mantém de novo bem ativa neste segundo confinamento.

Tudo pode ser encomendado através da página de Facebook, Instagram, ou do site. As papas de aveia são todas cruas. “A aveia fica embebida em bebida vegetal também de aveia, durante a noite no frigorífico. Assim fica hidratada e suave. Essa é a base de todas as papas, o que difere são os toppings.”

Cada embalagem tem cerca de 180 a 190 gramas e custa 2,50€. Pode optar por maçã e canela, manga e côco, morango e hortelã, cenoura, abóbora, ou cacau. Ainda existe a granola, também feita por Vanda Pinto, que custa 7,50€ (400 gramas).

Tudo é acondicionado em embalagens de PLA feitas com amido compostável, apesar do aspeto ser similar ao do plástico. As entregas ao domicílio no concelho de Cascais e Oeiras são gratuitas. Para Lisboa ou concelhos próximos, o valor é de 5€.

No entanto, qualquer encomenda deve ter um valor mínimo de 20€ (o que equivale a oito papas de aveia). Pode conservá-las no frigorífico por um período de cinco dias.

E projetos novos? “Quando a pandemia terminar quero voltar aos eventos e às empresas. Ter os meus produtos disponíveis em mais pontos de venda, e ter uma cozinha no centro de Lisboa, também com venda ao público.”

MAIS HISTÓRIAS DE OEIRAS

AGENDA